You successfully added to your cart! You can either continue shopping, or checkout now if you'd like.

Note: If you'd like to continue shopping, you can always access your cart from the icon at the upper-right of every page.

Quantity:

Total:

Filters

Categories

Quem é Deus?


Quem é Deus?

Quem é Deus? Como Ele é? Como posso conhecê-Lo?

A Bíblia nos diz em 1 João 4:8,

"Aquele que não ama não conhece a Deus, pois Deus é amor".

Tudo o que Deus faz é baseado em Sua natureza, porque Deus sempre será fiel a Si mesmo. Tudo o que Deus faz é baseado no amor, e o amor é a força mais poderosa do universo.

Amor, Sabedoria e Poder

O poder de Deus não é medido por Sua habilidade de criar e destruir. O poder de Deus é medido por Sua capacidade de amar. Por Deus ser amor, Ele é todo-poderoso, e o amor sempre vencerá no final.

Deus também é todo-sábio porque Ele tem infinita sabedoria. Seu plano para a criação, e para você, foi elaborado por Sua sabedoria. Era um plano perfeito que não podia falhar.

Deus não consegue deixar de cumprir qualquer objetivo que Ele estabelece para Si mesmo. É por isso que o Seu propósito para a criação será cumprido, e é por isso que Deus pode fazer promessas e votos com plena certeza de que Ele é capaz de realizá-los.

Deus tem infinito poder e infinita sabedoria, entretanto de todas as Suas características, Ele escolheu condensar todas as coisas afirmando SER AMOR. Por Seu poder e sabedoria, Ele FAZ as coisas, mas Deus É amor.

Por essa razão, quando Ele criou todas as coisas por Seu infinito poder, Ele também elaborou um plano para a criação através de Sua infinita sabedoria. O amor foi o Seu motivo propulsor. A Sua sabedoria estabeleceu um plano que seria bem-sucedido e o Seu poder garantiu que Ele conseguisse satisfazer Seu amor.

Deus está vindo à Terra

Muitas religiões ensinam que o nosso objetivo é ir para o céu um dia e viver em um estado espiritual de existência. Mas a Bíblia mostra que o plano de Deus é vir à Terra para que Ele possa viver no reino físico. Seu plano é viver em nós, e assim o Apóstolo Paulo pergunta Paulo em 1 Coríntios 3:16,

"Você não sabe que você é um templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em você"?1

O objetivo da história é retratado no Apocalipse 21:3, onde uma voz elevada proclama,

"Eis que o tabernáculo de Deus está entre os homens, e Ele habitará entre eles, e eles serão Seu povo".

Esse era o propósito original da criação. Deus é o Criador de todas as coisas (Gênesis 1:1), e Ele está construindo uma casa para Si mesmo. O Apóstolo Paulo nos diz em Romanos 11:36 que Ele criou todas as coisas a partir de Si mesmo.

"Porque Dele e por Ele e para Ele são todas as coisas".

Em outras palavras, todas as coisas saíram "Dele" (ou “a partir Dele"). Todas as coisas são feitas de partículas de Deus. Assim, lemos também que Deus "preenche tudo em tudo" (Efésios 1:23). Ele está intimamente ligado à Sua criação, e Deus sente tudo o que é feito na terra porque é parte de Si mesmo.

Sim, Deus tem sentimentos.

Antes da criação, Deus existia em uma dimensão espiritual chamada "céu" (ou o reino celestial). O propósito para criação era expandir o Seu Reino de uma maneira nova, para que Ele pudesse imprimir Sua natureza na matéria física.

Assim, as dimensões do Seu Reino são definidas em Gênesis 1:1, que diz,

No princípio criou Deus o céu e a terra.”

"Os céus e a terra" significa O UNIVERSO. Deus é dono de tudo o que Ele criou, e esse é o Seu domínio. Quando Ele criou o universo a partir de Si mesmo, Seu plano era expressar Sua natureza, Seu amor e Sua vontade através da criação.

A Terra foi projetada para ser uma extensão do céu. Então, Jesus nos ensinou a orar, dizendo,

"Venha o Teu Reino, seja feita a Tua vontade assim na terra como no céu". (Mateus: 6:10)

Entretanto, quando Adão e Eva pecaram, suas ações trouxeram discórdia, um problema que tinha que ser resolvido, porém o pecado somente atrasou a implementação do plano de Deus por uma temporada. Chamamos essa estação de "história".

A história não está fora de controle, nem terminará em desastre. Ela terminará com o completo sucesso de Deus. Todo mal será erradicado, toda injustiça será reconciliada, e toda a humanidade será salva e levada à imortalidade. Aqueles que já morreram serão ressuscitados dos mortos, julgados quando necessário, e finalmente reconciliados com Deus no grande Jubileu, no final dos tempos.

Quem é Jesus?

No início, Deus prometeu salvar a humanidade. Com o passar do tempo, Ele revelou como iria realizar isso e cumprir sua promessa. A revelação mais importante foi que Ele enviaria um Salvador, alguém com o chamado ou a unção para possibilitar a salvação da Sua criação. Jesus era esse Ungido.

Ungido é alguém que foi batizado. É por isso que Jesus é chamado de "O Cristo". Os judeus O chamavam de Messias, que é seu termo hebraico para o Ungido.

A sua Pena pelo Pecado foi Paga por Completo

Como o pecado é qualquer coisa contrária à natureza de Deus, a presença do pecado no mundo era algo que tinha que ser tratado de forma legal (da lei) antes que a criação pudesse se tornar a expressão da natureza do Criador (amor).

Mas o pecado não podia ser simplesmente erradicado como se nunca tivesse existido. O pecado trouxe a morte a todos, porque a morte é a consequência natural de qualquer coisa fora da natureza de Deus. Foi uma ofensa à natureza do amor de Deus.

A pena pelo pecado é a morte, e a lei não poderia ser posta de lado ou ignorada sem contrariar a natureza de Deus. Entretanto, havia uma forma de contornar a pena de morte, uma forma que não trairia contradição à lei de Deus.

De acordo com a lei de Deus, uma substituição poderia ser feita: uma outra pessoa poderia pagar a penalidade pelo pecado. Se um ladrão roubasse dinheiro, a lei exigia que a restituição fosse paga à vítima, mas se alguém amasse o ladrão, ele poderia pagar essa restituição.

De semelhante forma, se alguém fosse culpado de morte, uma outra pessoa poderia se oferecer para dar sua vida em lugar do culpado. Poucos fariam isso, é claro, a menos que amassem realmente o homem que era digno de morte.

O Amor Maravilhoso de Deus

O amor de Deus é demonstrado no fato de que Jesus veio morrer para pagar por todos os pecados já cometidos. Foi a maior demonstração de amor da história. O Apóstolo Paulo descreve esse amor em Romanos 5:7-8,

"Pois dificilmente alguém morrerá por um homem justo; embora talvez pelo homem bom alguém se atrevesse até a morrer. Mas Deus demonstra o Seu próprio amor para conosco, pois enquanto ainda éramos pecadores, Cristo morreu por nós".

Algumas pessoas poderiam ter a coragem de morrer por seus amigos. Nós admiramos essas pessoas por seu amor e as chamamos de heróis. Alguns morreriam por sua família. Alguns cristãos morreriam por Jesus. Alguns muçulmanos morreriam por Maomé. Alguns judeus morreriam por Moisés. Mas quantos morreriam por seus inimigos

João 3:16-17 diz,

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu Seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna". Porque Deus não enviou o Filho [Jesus] ao mundo para julgar o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele".

Ele não morreu apenas para salvar Seus amigos (crentes); Ele morreu para salvar o mundo inteiro. 1 João 2:2 diz,

"e Ele mesmo [Jesus] é o pagamento pelos nossos pecados; e não só pelos nossos [não só pelos dos que creem], mas também pelos de todo o mundo".

Muitos ainda estão lutando contra Deus. Muitos consideram Deus como seu inimigo, mas Jesus morreu para pagar a pena pelos pecados desses também. Pelo fato de Deus os amar, Ele pagou a pena por seus pecados mesmo que esses ainda resistam a Ele e ao Seu amor.

É assim que o amor de Deus é demonstrado pela vida e morte de Jesus Cristo. E isso nos dá uma ideia de como definir o tipo de amor que revela a natureza de Deus.

O propósito da Ressurreição

Mas a morte de Jesus foi apenas a primeira metade da história. Ele ressuscitou dos mortos para garantir que todos nós receberemos a vida (imortalidade). Quando Jesus venceu a morte em Si mesmo, Ele estabeleceu o caminho pelo qual todos os mortos serão igualmente ressuscitados. 1 Coríntios 15:22-23 diz,

"Como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos se tornarão vivos". Mas cada um em sua própria ordem".

Nem todos serão salvos ao mesmo tempo. Na verdade, ninguém será salvo até que tenha fé em Jesus Cristo. Isso significa que eles devem reconhecer que Ele veio para pagar a penalidade por seus próprios pecados. Alguns fazem isso em sua vida na Terra, mas a maioria não fez assim. Na verdade, a maioria das pessoas ao longo da história nunca ouviu falar de Jesus e não tinha conhecimento do que Ele fez por elas.

No entanto, a Bíblia diz que haverá um dia no futuro em que todos os mortos serão ressuscitados e convocados para o grande Trono. Nesse momento, Deus revelará a Si mesmo e o Seu plano a todos os que já viveram. Um dos profetas bíblicos escreveu em Isaías 45:22-23,

"Voltem-se para mim, e sejam salvos, todos os confins da terra; pois eu Sou Deus, e não há outro". Jurei por Mim mesmo, a palavra saiu da Minha boca em retidão e não voltarei atrás, que a Mim todo joelho se dobrará, toda língua jurará lealdade".

Em outras palavras, Deus diz que Ele fez um juramento de que "todo joelho se dobrará, e toda língua jurará lealdade" a Ele. Isso será cumprido quando os mortos forem ressuscitados e trazidos a Sua presença. Então, a verdade será plenamente conhecida, e todos terão prazer em jurar lealdade ao verdadeiro Deus.

Quando Jesus pagou a pena por todo o pecado, Ele assegurou que no final todos os que já viveram na Terra cumpririam seu propósito original na casa de Deus.

Você é parte deste mundo, portanto você também irá cumprir seu destino antes do fim dos tempos. Jesus não criou apenas a possibilidade de você se tornar um com Deus; Ele assegurou que todas as pessoas, inclusive você, será o Seu povo, e que Ele será o seu Deus. (Apocalipse 21:3)

Qualquer coisa abaixo disso é inaceitável para Deus porque se alguma de Suas partículas de amor lhe escapasse, então Deus permaneceria sempre incompleto. Todas as coisas partiram Dele, e todas elas devem retornar a Ele, como disse o Apóstolo.

Se você acredita nessa simples mensagem, isso mostra que Deus já está trabalhando em seu coração para cumprir o Seu juramento. A fé em Sua promessa é o ponto de partida. Ele então trabalhará em sua vida para que você possa conhecê-Lo.